Là-Bas Hotel: Suites de Montagne

Vai viajar com o pet? 6 dicas para proteger a saúde do seu bichinho

A única forma de tornar um passeio mais gostoso é estar bem-acompanhado. Por isso, viajar com o pet pode ser uma experiência muito gratificante, tanto para os donos quanto para o animalzinho. No entanto, para deixar qualquer trajeto mais tranquilo, alguns cuidados precisam ser tomados.

Em um primeiro momento, o dono deve se certificar que o passeio vai ser legal para os dois lados. Às vezes, animais pouco acostumados a sair de casa podem estranhar e se estressar com a viagem, tornando-a desaconselhável. Também é indicado refletir se você terá tempo para dar a atenção necessária ao seu bichinho. Além disso, contar com um hotel pet friendly é essencial.

Superadas essas barreiras, chega o momento de planejar a viagem em si. Confira os passos que vão deixar a sua viagem com o pet muito mais segura:

1. Faça uma avaliação com o veterinário

Se o seu animalzinho for com frequência ao veterinário, não é necessário levá-lo novamente, desde que a viagem seja curta. Porém, se o período de visitação e de trajeto for longo, vale a pena fazer um checkup completo, para garantir que a saúde dele está em ordem e  pegar dicas de cuidado durante o passeio.

Aproveite e peça indicações de clínicas localizadas na cidade para onde vai viajar, para caso haja algum problema inesperado. Pergunte também sobre sugestões de remédios que possam ser utilizados caso o seu bichinho passe mal no carro. Você ainda pode pedir um atestado que garante que a saúde do seu pet está em perfeitas condições para viajar.

2. Verifique a carteira de vacinação

A carteira de vacinação é o RG do seu cachorro e deve ser levada com você em qualquer viagem. Antes de levá-la, observe se todas as doses estão em dia, pois isso pode prevenir problemas com seu pet. Se o seu cãozinho estiver protegido contra gripe canina, melhor ainda, pois a mudança de ambiente pode alterar temporariamente seu sistema imunológico.

3. Aplique um anti-pulgas

Para viagens de carro, é indicado o uso de remédios contra pulgas, vermes e carrapatos antes mesmo de deixar a casa. Assim, o animal estará protegido durante o passeio, sem correr o risco de ficar doente após este período. Além disso, estar trancado em um carro com seu bichinho sofrendo com as pulgas pode tornar a viagem mais difícil e estressante.

4. Tenha cuidado ao acomodá-los

Muitos donos deixam seus pets soltos no carro, com a cabeça na janela. Apesar de eles adorarem, esse hábito é perigoso, pois, em caso de acidente, ele será arremessado para fora do carro. O indicado é prender os animais pequenos em caixas de transporte e os maiores com cintos de segurança especiais. Para acalmá-los, coloque objetos que eles gostem sobre o banco.

5. Faça pausas frequentes

Por mais curta que seja a viagem, ficar muito tempo no carro pode deixar seu bichinho desorientado. Sendo assim, procure fazer pausas frequentes, de hora em hora, para que ele possa fazer suas necessidades fisiológicas e esticar as patinhas. Caso seja possível passear, melhor ainda, já que eles costumam ficar menos agitados quando estão cansados.

6. Fique atento à alimentação

Transportar o seu pet de carro com a barriguinha cheia pode deixá-lo enjoado. Por esse motivo, não é indicado alimentá-lo até 3 horas antes da viagem. Depois desse período, mesmo a água deve ser ingerida com moderação. Caso a viagem seja muito longa, é melhor dividi-la em 2 dias para não cansar seu bichinho nem deixá-lo com fome.

Gostou das dicas para viajar com o pet? Compartilhe este texto nas redes sociais e ajude outros donos a levarem seus bichinhos para passear com muito mais segurança!